Não acredito que estejamos cansadas de ser mães, acredito que estejamos cansadas de só ser mães.

Falta priorizar o dia em função do que realmente é importante para nós nesta fase concreta, atendendo às nossas necessidades e dando espaço aos outros papéis e relações.

Também somos mulheres, filhas, empreendedoras, donas de casa, sonhadoras…

De que estás realmente cansada?

Sinto que algum do nosso cansaço de mães vem da saudade de ser mulher, de não ter a responsabilidade de cuidar de uma vida 24h por dia… Estaremos mesmo, só, cansadas das tarefas e preocupações?

Sentirmo-nos cansadas é normal mas não tem que ser assim todos os dias a toda a hora. Se não nos sentimos no nosso melhor é importante procurar ajuda pois merecemos o melhor.

É também importante avaliar o tipo de cansaço que sentimos, se é físico, mental, se é incapacitante, em que altura do dia é pior.

Depois avaliamos o nosso contexto e emoções e procuramos identificar as causas.

Para melhorar o nosso cansaço temos que atender aos vários factores que nos levaram, durante muito tempo, a chegar a este ponto.

Primeiro vamos perceber se nos ocupamos maioritariamente daquilo que realmente nos faz feliz e é o nosso foco de momento. Para isso é importante ter sempre presente o que realmente é importante para nós. Depois vamos delegar tudo o que não precisamos de ser nós a fazer para encontrar espaço no dia para cuidar de nós, do outro e das responsabilidades “obrigatórias”.

Por último vamos avaliar como nos estamos a nutrir e procurar soluções que nos façam carregar baterias.

Na alimentação, é de evitar alimentos que não são da estação, que são muito frios, processados, estimulantes ou com químicos e metais pesados.

Estes irão intoxicar e inflamar o nosso organismo deixando pouco foco e vitalidade para que nos possamos concentrar no que queremos.

Devemos então optar por alimentos da estação, simples e que limpem enquanto nutrem o organismo.

Os caldos são a escolha nº1 e podem ir desde uma sopa de miso, a uma canja, caldo de ossos ou caldo remineralizante.

Estes caldos assim como as verduras de rama verde, gorduras saudáveis, fermentados, sementes, frutos secos e fruta vão manter o nosso organismo limpo e a um ritmo saudável, física e psicologicamente.

A hidratação também é essencial e para além de ser importante água com pH alto, podemos também optar por tisanas e chás que nutrem como a Urtiga, alecrim, folha de framboeseira, camomila, erva cidreira, hortelã-pimenta e gengibre.

Se sentirmos que precisamos de ajuda podemos procurar um profissional de saúde especialista numa abordagem mais holística para também tirarmos partido do poder dos suplementos naturais que, muitas vezes, são alimentos do nosso dia a dia adaptados às nossas necessidades concretas.

Alguns suplementos muito comuns para nos ajudar a ter mais vitalidade são os probióticos, magnésio, complexos de vitaminas e minerais de fácil absorção, os cogumelos como o reishi e os adaptogénos como a ashwagandha.

Se não te lembras de cuidar de ti espalha frases positivas pela casa e não te esqueças que és um modelo para os teus filhos.

Por ultimo, rodeiem-se da vossa tribo, de pessoas positivas e que vos inspirem, passeiem muito ao ar livre, mimem-se e respeitem o vosso ritmo!