Quando, enquanto família, nos preparamos para umas férias onde pausamos a rotina de ritmo alucinante, há aspetos que não queremos pausar como a segurança.

Com crianças, e para se tirar partido de cada momento ao máximo, é importante termos sempre uma farmácia atualizada e pronta a recorrer, quer façamos férias em casa ou fora.

Deve, assim, ser minimalista, dar para todos os elementos da família, estar atualizada e conter informação de como usar e em que dosagens.

Hoje falamos de alguns essenciais a pensar nas eventuais necessidades sentidas no Verão e com abordagem natural.

Cada família deve adequar às suas necessidades em concreto e completar com alguns outros essenciais como pensos rápidos, soro, termómetro, ligaduras, etc. Se existirem alergias é essencial também estarmos prevenidos.

Quando pensamos em remédios naturais para o Verão lembramo-nos logo do sol e, como tal, existem 2 essencias: o protetor solar e o pós-solar.

Ao escolhermos um protetor solar devemos considerar os minerais (saiba porquê neste artigo), com largo espectro de proteção e no mínimo de 30, e que não contenha estes ingredientes: oxibenzona e metilisotiazolinona.

Também não deve conter óxido de zinco caso seja para bebés muito pequenos devido às nanopartículas permitirem a absorção pelo organismo.

Para pós solar a aloe vera é a escolha nº1, tanto em gel como em sumo (aplicado em spray) ou creme. Uma solução prática, muito versátil e que dá para miúdos e graúdos.

Os cremes de calêndula também são muito indicados para acalmar as peles mais sensíveis.

Por falar em aloe vera, o seu uso pode ainda aplicar-se a picadas de mosquitos e insetos, queimaduras e para cicatrizar, acalmar e hidratar a pele.

Para este fim a aloe vera em gel (com 99,9% e sem outros ingredientes) e tea tree é a mais recomendada.

O sol também nos faz remeter para temperaturas altas e, como tal, há que haver opções para a febre.

Aqui poderemos ter a ajuda da Belladona em homeopático (com dosagem adequada); sumos de fruta refrescantes e chá fresco de hortelã-pimenta.

E depois da febre só apetece um belo gelado. Ora todos sabemos que abusar nos gelados e algumas refeições menos saudáveis podem desencadear uma eventual diarreia para a qual devemos estar precavidos.

Aqui, podemos contar com probióticos, chá de alteia e camomila e kuzu em pó.

Outro aspeto menos positivo das férias são os mosquitos e aqui é importante apostar em repelentes seguros e eficazes.

Os óleos e sprays são muito procurados mas não recomendados para bebés, assim, os carregadores podem usar opções de óleos naturais repelentes, caso o bebé ainda não tenha 12 meses.

Se estivermos em casa podemos ter vasos de plantas repelentes como a citronela, o manjericão e a hortelã.

Ainda em casa, os borrifadores com água e óleos essenciais também são muito eficazes assim como recortar rodelas de limão com sementes de cravinho em cima, são ideiais para refeições ao ar livre em paz.

Em termos de óleos essenciais o de alfazema e tea tree são sempre muito versáteis e essenciais podendo também ser usados para desinfetar superfícies como as cadeiras de refeição nos restaurantes ou mesmo para limpar a casa.

Para bebés muito pequeninos pode ajudar as redes mosquiteiras em torno dos berços ou usar repelentes adequados no próprio berço ou quarto.

Os repelentes de tomada, quando usados nos quartos, devem ser colocados na divisão 1h antes do bebé ir dormir e desligados depois de se fechar a porta e o bebé adormecer.

Para as rotinas alteradas que possam gerar alguma agitação também pode ser bom termos um chá calmante em saquetas (tanto para o estômago como para ajudar nas noites) ou umas gotas de Rescue Night.

E porque férias não são férias sem muita diversão, eventuais quedas podem acontecer aqui e ali, há que ter sempre à mão um stick ou gel de arnica para todas as idades!

Umas férias divertidas e seguras para todas as famílias!